quarta-feira, 21 de janeiro de 2015

Diretiva européia sobre o horário de trabalho


"Levando em consideração que esta diretiva pretende regular as horas e dias de descanso laboral semanal, causou uma certa preocupação em setores da sociedade que por motivo religioso guardam um dia de repouso diferente do domingo."

Fonte - Adventist News Network

Chancelar russo diz que EUA quer dominar o mundo



Evento Live Earth vai acontecer em 18 de junho

Mais de 100 artistas de todo o mundo participarão de um show global contra as mudanças climáticas, o "Live Earth", no dia 18 de junho, para exigir um ambicioso acordo sobre o clima no final de 2015, anunciou nesta quarta-feira o ex-vice-presidente americano Al Gore.

"Vamos ter um evento no mundo inteiro, em todos os continentes", afirmou Gore durante o fórum econômico de Davos, na Suíça.

Com o show, seus organizadores pretendem pressionar para que na próxima reunião sobre o clima das Nações Unidas, que acontecerá em Paris em dezembro, seja alcançado um grande acordo meio ambiental.

O político assegurou que o evento, organizado pelo produtor americano Kevin Wall (que já organizou o "Live Earth" 2007), terá uma audiência planetária na televisão, no rádio e na internet de 2 bilhões de espectadores.

No dia 18 de junho acontecerão shows "nos maiores estádios", disse Wall, citando lugares como China, Sydney, Rio de Janeiro, Cidade do Cabo, Nova York e Paris. Um grupo tacará na Antártica, assegurou Al Gore, que se tornou um obstinado defensor do meio ambiente desde que abandonou seu cargo governamental.

"Teremos grandes artistas, algum dos melhores artistas nunca antes reunidos, com uma mensagem: 'Ajam pelo clima agora'", declarou.

Programa oculto no iPhone pode rastrear usuário

Ex-analista da NSA, Edward Snowden usa um celular normal

O iPhone tem um aplicativo secreto que permite ao governo acompanhar os usuários sem que eles saibam, afirma Edward Snowden, ex-analista de segurança da Agência Nacional de Segurança (NSA).

Segundo o jornal The Independent, o denunciante do escândalo de escutas ilegais pelo governo dos Estados Unidos usa um celular regular e não um smartphone. De acordo com seu advogado, Anatoly Kucherena, Snowden diz que o software secreto pode ser ativado remotamente e indicar a localização do usuário.

A NSA publicou recentemente informações sobre telefones que usam UDIDs – identificador único e de uso exclusivo de iPhones. Nos documentos, a agência americana informa que o serviço de inteligência britânico GCHQ conseguiu usar os UDIDs para rastrear usuários. Os documentos, porém, não falam de um aplicativo nos moldes do que foi descrito por Snowden. Vela lembrar que uma série de documentos ainda não foi publicada.

Em entrevista ao jornal russo Sputnik News, Kucherena disse que Snowden não usa o iPhone por razões profissionais.

Fonte - Terra

terça-feira, 20 de janeiro de 2015

Polônia: documento conjunto em defesa do domingo

Varsóvia (RV) – A assinatura, prevista para esta terça-feira, 20 de janeiro, da declaração conjunta sobre o caráter especificamente festivo e, portanto, de descanso, do domingo por parte dos representantes da Igreja Católica e outras sete Igrejas (Ortodoxas e Evangélicas), que fazem parte do Conselho Ecumênico Polonês, será um dos momentos mais importantes da Semana de orações pela unidade dos cristãos na Polônia.

O documento é o resultado de longas conversas que se realizaram nos últimos meses. O Secretário do Conselho Ecumênico do episcopado polonês, Mons. Slawomir Pawlowski, revela que “a maneira de viver o dia do Senhor já é em si um testemunho de fé”. A declaração poderá ajudar os fiéis a encontrar as motivações para “viver a fé na oração, na comunidade eclesial da Palavra e dos Sacramentos”, explica o sacerdote, lembrando que “também o descanso pode se tornar a expressão de alegria que nasce da fé”.

As Igrejas que assinam a declaração esperam, na Polônia, um novo debate público em defesa do descanso semanal e das diferentes modalidades do tempo livre, na esperança que o documento possa ser visto como apelo à defesa do domingo dirigido aos empresários, aos trabalhadores e às autoridade competentes.

Dois jornais importantes aclamam o papa como líder

Liderança moral global

Dois jornalões britânicos importantes, o The Independent e o The Telegraph, aclamaram ontem o papa Francisco como líder incontestável e mundialmente influente. Chamada do The Independent: “‘Superpapa’ mostra como ele pode ser uma força global para o bem”. Chamada do The Telegraph: “Papa Francisco é um homem de paz – e imenso poder político”. Juro que eu não gostaria de ficar falando tanto aqui do líder dos católicos, mas ele não deixa! Hoje mesmo ele fez outra declaração que repercutiu em todo o mundo. Disse que os católicos não devem “se reproduzir como coelhos”, embora continue contra o controle artificial de natalidade (confira). Assim fica difícil... Mas, voltando às matérias dos dois jornais, é impressionante ver como Francisco cada vez mais se firma como líder mundial cujas ações e palavras têm enorme peso e influência.

Para o The Independent, “o papa Francisco é um dos diplomatas mais importantes de sua época. Ele é uma ponte entre o Ocidente e o restante do mundo. [...] Por um acidente histórico, a liderança do catolicismo está localizada em Roma, mas suas origens cristãs estavam no Oriente Médio. Hoje, é a única igreja global [não é bem assim...], com cerca de 1,2 bilhão de membros. [...] Vivemos na era de um novo ‘superpapa’. A revista Forbeschamou Francisco de o quarto homem mais poderoso do mundo. [...] Enquanto o Ocidente se rende lentamente à sua pretensão de liderança no mundo inteiro, é uma sorte ter uma figura de transição carismática falando de paz, em vez de buscar votos”.

Já o Telegraph publicou o seguinte: “O primeiro pontífice não europeu em quase 1.300 anos está mostrando que tem a capacidade de ser uma força verdadeiramente global para o bem em nosso tempo. [...] Foi provavelmente a maior missa papal na história. No domingo, cerca de seis milhões de filipinos foram a Manila para testemunhar o papa Francisco celebrar a comunhão – evento culminante de um passeio surpreendente. [...] Os efeitos práticos de ter um papa que pode falar a duas culturas muito diferentes foram mostrados na aproximação entre Cuba e Estados Unidos [confira]. Sabemos agora que o Vaticano organizou conversações secretas entre oficiais e que o Pontífice escreveu tanto a Barack Obama quanto a Raul Castro. O presidente Obama disse que Francisco tem se conduzido através de um ‘exemplo moral, mostrando como o mundo deveria ser, ao invés de simplesmente se conformar com o mundo como ele é’.”

Esse aumento da popularidade e do respeito conquistado por Francisco certamente vai beneficiá-lo quando se dirigir aos líderes mundiais, em sua visita aos EUA, em setembro (confira). Quem questionará o grande líder, ainda mais se suas propostas para a paz no mundo forem “simpáticas” e aparentemente lógicas? Quem discordará do argumento de que devemos empreender todos os esforços possíveis para salvar o planeta e as famílias?

Os elogios e o apoio do presidente norte-americano fazem lembrar o que João escreveu no Apocalipse: “Exercia [a segunda besta, EUA, poder estatal] toda a autoridade da primeira besta [poder religioso], em nome dela, e fazia a Terra e seus habitantes adorarem a primeira besta, cujo ferimento mortal havia sido curado” (13:12). Mas é melhor parar por aqui, porque se eu disser que no capítulo 17 João identifica a primeira besta com uma prostituta, posso levar um murro na cara, afinal, ai daquele que falar mal da “mãe” (confira).

Michelson Borges

segunda-feira, 19 de janeiro de 2015

Pesquisadores analisam veracidade de cartas de Chico Xavier

Quando o estudante Jair Presente morreu afogado no interior de São Paulo, em 1974, aos 24 anos, a irmã dele foi com os pais até Uberaba (MG) para buscar notícias com Chico Xavier (1910-2002).

A partir desse encontro com Sueli, o médium escreveu uma sequência de 13 cartas atribuídas ao jovem.

Agora, 40 anos depois, uma pesquisa de pós-doutorado da Universidade Federal de Juiz de Fora, em parceria com a USP, confirmou que os dados contidos nessas cartas são verídicos.

“Os médiuns são conhecidos pelo repasse de informações às quais não teriam acesso normalmente. Por isso, a primeira coisa era avaliar se o que havia ali não era genérico”, diz o diretor do Núcleo de Pesquisas em Espiritualidade e Saúde (Nupes) da UFJF, o psiquiatra Alexander Moreira-Almeida.

“Quando alguém perde um ente querido, fica mais propício a aceitar aquelas ideias”, afirma.

Segundo Moreira-Almeida, orientador do estudo, Sueli Presente garantiu aos pesquisadores que não deu nenhuma informação a Xavier.

Ao analisar a primeira carta, o grupo encontrou referência ao avô do estudante.

“Aqui comigo estão o meu avô Basso e um coração de benfeitoria a quem chamo de Irmã Elvira”, diz a carta.

A citação é importante, segundo a pesquisa, não apenas porque o avô materno de Jair era conhecido por esse sobrenome, mas porque se refere ao fato de que ele também estava morto –Vicente Basso morreu em 1962. Já Elvira é uma tia do jovem, também falecida.

“Quando a irmã dele procurou Chico, teria dito apenas que havia perdido um irmão. Algumas informações, inclusive, nem os parentes dele sabiam e precisaram verificar a veracidade.”

Chico Xavier foi escolhido para a pesquisa, segundo o psiquiatra, por ser considerado um dos médiuns mais importantes do século 20.

“Existem relatos não comprovados de que ele produzia informações verdadeiras, mas não pesquisa científica. Como essas situações aconteceram há décadas e os familiares estão envelhecendo, sentimos a necessidade de fazer o estudo acadêmico”, diz.

Segundo a pesquisadora Denise Paraná, o grupo é interdisciplinar e tem pessoas de diversas vertentes religiosas e filosóficas. “Não é um grupo espírita. Há gente, inclusive, com uma forte formação acadêmica materialista, como eu.”

METODOLOGIA

Nas cartas, os pesquisadores selecionaram informações específicas para análise. Depois, entrevistaram familiares e pessoas que tiveram acesso aos fatos e consultaram recortes de jornal e outros documentos.

“Concluímos que, dos 99 itens de informação identificados, 97 eram dados verídicos e correspondentes a um fato real”, diz o psiquiatra.

Segundo ele, no entanto, o estudo não comprova que o conteúdo das cartas foi transmitido por alguém já morto, mas sim que as informações contidas ali são verdadeiras.

Para o psiquiatra, há fortes indícios de uma percepção extrassensorial de Xavier, “fato que continuará a ser analisado e que carece de estudos posteriores”.

Para a pesquisa, foram selecionados vários conjuntos de cartas do médium, e o grupo se prepara agora para as próximas publicações.

Fonte - Blog Folha

Mais de 40 igrejas cristãs incendiadas no sábado no Níger


Um total de 45 igrejas foram incendiadas no sábado em Niamey, capital do Níger, durante as manifestações contra as charges do profeta Maomé publicadas pela revista satírica francesa Charlie Hebdo, anunciou nesta segunda-feira o porta-voz da polícia.

No total, "45 igrejas, cinco hotéis, 36 bares, um orfanato e uma escola cristã foram saqueados antes de serem incendiados", disse Adily Toro, porta-voz da polícia, em uma coletiva de imprensa.

Nas manifestações morreram cinco pessoas e 128 ficaram feridas, acrescentou o porta-voz, que informou sobre 189 detidos.

Entre os feridos figuram 94 membros das forças de segurança e 34 manifestantes, e entre os detidos há dois menores, indicou Toro.

"A bandeira francesa foi queimada durante esta manifestação contra a Charlie Hebdo em Niamey", acrescentou o porta-voz.

As manifestações de sábado e domingo em Niamey, onde foram vistos cartazes do Boko Haram, foram similares em Zinder, a segunda cidade do país, explicou o porta-voz.

No domingo, 300 pessoas, respondendo a uma convocação da oposição, protestaram na capital, apesar da proibição do governo.

O governador de Niamey, Hamidou Garba, anunciou no domingo a detenção de 90 pessoas. Segundo a imprensa local, entre os detidos há líderes opositores.

Nas manifestações contra a Charlie Hebdo na sexta-feira em Zinder morreram cinco pessoas e 45 ficaram feridas, e o centro cultural frango-nigerino da cidade foi incendiado, assim como várias igrejas.

Fonte - Yahoo

1% da população está a caminho de possuir mais da metade da riqueza mundial, diz estudo

Com as tendências atuais, o grupo formado por 1% dos mais ricos do planeta está no caminho de possuir mais da metade da riqueza mundial no ano que vem. A outra metade ficará com os 99% da população restante. Este é o resultado de um estudo divulgado pela organização não-governamental britânica Oxfam nesta segunda-feira (19), às vésperas da edição de 2015 do Forum Econômico Mundial de Davos, na Suíça.

De acordo com o relatório, a riqueza desse 1% da população subiu de 44% do total de recursos mundiais em 2009 para 48% no ano passado. Em 2016, esse patamar pode superar 50% se o ritmo atual de crescimento for mantido.

"Será que realmente queremos viver em um mundo onde 1% da população possui mais do que o resto de todos nós juntos?", disse a diretora executiva da Oxfam, Winnie Byanyima, de acordo com o New York Times. "A escala da desigualdade global é simplesmente impressionante."

A Oxfam afirmou que é necessário tomar medidas urgentes para frear o "crescimento da desigualdade". A ONG deve pedir medidas para combater o aumento da desigualdade na reunião de Davos, que ocorre entre 21 e 24 de janeiro, incluindo uma operação contra sonegação fiscal por empresas. O Fórum Econômico Mundial é um encontro anual que reúne os principais líderes da economia mundial para discutir as questões mais urgentes enfrentadas no mundo.

Fonte - Época

Revelados os propósitos da visita do papa aos EUA

Francisco e sua agenda intensa

[Meus comentários seguem entre colchetes. – MB] O arcebispo Bernardito Auza - um membro da comissão organizadora para a próxima visita do papa Francisco aos EUA - revelou detalhes da programação proposta, que inclui visitas a três cidades. “Ele deverá chegar no dia 22 [de setembro] e voltará no dia 27. É um total de seis dias, mais a viagem”, Dom Auza disse à CNA/EWTN Notícias, em Manila, no dia 18 de janeiro. Nativo das Filipinas, Dom Auza é observador permanente da Santa Sé nas Nações Unidas, em Nova York, e na Organização dos Estados Americanos, em Washington. Ele está de volta em sua terra natal nesta semana participando dos eventos de 15 a 19 janeiro, durante a viagem apostólica do papa Francisco. O arcebispo falou de uma reunião realizada na segunda-feira pela comissão organizadora da viagem aos EUA nomeada pelo papa Francisco, durante a qual foram discutidos os detalhes da visita.

Depois da chegada prevista em Washington, D.C., na noite de 22 de setembro, eles estão propondo que o papa Francisco visite a Casa Branca na manhã seguinte, onde a cerimônia oficial deve acontecer. [...] “Podemos dizer realmente que o destaque da visita a Washington pode ser seu discurso na sessão conjunta do Congresso, para o Senado e a Câmara dos Deputados”, disse Dom Auza. De acordo com a proposta, o papa Francisco partiria para Nova York na tarde do dia 24. [Grande oportunidade será essa de o papa falar aos dirigentes da mais poderosa nação do mundo, que tem um papel profético bastante destacado.]

A Assembleia Geral da ONU deve ser seu destino na manhã do dia 25, na Cúpula de Desenvolvimento Sustentável. “Praticamente todos os chefes de Estado e de governo estarão lá naquele dia, por isso, se o papa finalizar lá essa visita aos EUA, isso significa que ele se dirigirá a todos os chefes de Estado e de governo que estarão juntos com suas delegações oficiais”, explicou o arcebispo. [...] Ele acrescentou que existe a proposta de que o pontífice faça depois um encontro inter-religioso. [...] [Oportunidade ainda maior será essa, de falar a todos os chefes de Estado do mundo, numa reunião sobre sustentabilidade. Sabe-se que uma das propostas do Vaticano para uma vida mais sustentável e para a proteção do meio ambiente consiste em reservar um dia na semana para que a Terra descanse e as famílias possam estar unidas, e esse dia é o domingo. Neste ano, o papa deve publicar sua encíclica sobre meio ambiente. Significativo também é o fato de que o papa poderá, em seguida, participar de uma reunião envolvendo várias religiões.]

“O papa vai aos Estados Unidos para o Encontro Mundial das Famílias”, explicou ele. [...] [Em sua recente viagem às Filipinas, o papa voltou a relacionar o domingo com a família.] O Marco Zero, local do ataque terrorista de 11 de setembro de 2001, que derrubou as torres gêmeas do World Trade Center, é outra parada prevista no itinerário do papa. [...] [Ocasião em que o papa poderá, de novo, criticar os “fundamentalistas”, apontando-os como um grande perigo para a humanidade.]

[Pelo visto, 2015 promete...]

(Catholic News Agency)

sábado, 17 de janeiro de 2015

Marcos da Besta - Newsflash Doug Batchelor

sexta-feira, 16 de janeiro de 2015

Estudo climático coloca a humanidade em "zona de perigo"

As mudanças no clima e o alto número de animais e plantas em extinção estão empurrado a Terra a uma "zona de perigo" para a humanidade. Esta é a conclusão de um estudo científico feito por 18 especialistas internacionais, grupo liderado por Will Steffen da Australian National University, que acaba de ser publicado no renomado jornal Science.

De acordo com o Daily Mail, os pesquisadores pretendiam ampliar um relatório semelhante desenvolvido em 2009 sobre "fronteiras planetárias" para o uso seguro de seres humanos.

A investigação mostra gráficos que comparam a "grande aceleração" da atividade humana desde o início da revolução industrial (em 1750) até 2010 com as consequentes alterações na Terra - nos níveis de gases de efeito estufa, da acidificação do oceano, do desmatamento e da degradação da biodiversidade, por exemplo.

"Fica difícil estimar a escala e a velocidade dessas mudanças. Em uma única vida, a humanidade se tornou uma força geológica em escala planetária. Eu não acho que nós quebramos o planeta, mas estamos criando um mundo muito mais difícil. Quatro limites foram cruzados, colocando a humanidade em uma zona de perigo", explicou Steffen à publicação.

Os limites ultrapassados citados por ele foram em mudanças climáticas, perda de espécies, uso da terra e poluição por fertilizantes. Entre 9 limites avaliados, uso de água limpa, acidificação do oceano e esgotamento do ozônio foram considerados dentro dos limites seguros. Outras, como níveis de poluição de carbono, ainda estão sendo analisadas.

O ano de 2014 foi o mais quente na história moderna

O ano de 2014 foi o mais quente do planeta desde o início dos registros em 1880, revelou nesta sexta-feira um esperado relatório divulgado pela Agência Oceânica e Atmosférica (NOAA, na sigla em inglês) dos Estados Unidos.

Dezembro também marcou uma temperatura média na superfície da Terra e dos oceanos sem precedentes nos últimos 134 anos para este período do ano, acrescentou a NOAA.

Para o ano, a temperatura média se situa entre 0,69 °C acima do média do século 20, superando as marcas prévias de 2005 e 2010, de 0,04 °C .

O relatório da agência disse que o recorde de aquecimento se propagou pelo mundo.

Entre as regiões do mundo onde foram registrados recordes de calor estão a Rússia, o oeste do Alasca, o ocidente dos Estados Unidos, algumas zonas da América do Sul, parte do litoral australiana, norte da África e quase toda a Europa.

A agência disse ainda que as medições realizadas pela Nasa de forma independente chegam às mesmas conclusões.

Recorde no mar e na terra

Quando são analisadas separadamente as superfícies da terra e dos oceanos, ambos registros também marcam recordes.

Globalmente, a temperatura média da superfície dos mares foi a maior da história, 0,57 °C acima da média do século 20, enquanto a da superfície da terra ultrapassou em 1 °C esta mesma média.

Com relação à neve, a NOAA constatou que neve média anual no hemisfério norte foi de 64,62 milhões de quilômetros quadrados, "perto da média dos registros históricos".

A primeira metade de 2014 registrou menos neve do que o normal, mas o segundo semestre registrou mais do que a média.

O gelo polar e oceânico seguem derretendo no Árctico, privando os ursos polares de seus habitats e provocando mudanças climáticas que afetam regiões muito distantes em todo o mundo.

A média mundial de gelo no oceano Ártico foi de 28.460.000 km², a menor área nos 36 anos em que os cientistas têm feito registros.

No outro pólo, na Antártida, o gelo marinho caiu pelo segundo ano consecutivo, aos níveis mais baixos já registrados: 33.870.000 km², segundo a NOAA.

Dezembro também teve temperaturas recordes. As temperaturas médias combinadas nas superfícies terrestres e marítimas foram maiores do que qualquer outra na história.

A temperatura média do mês foi 0,77 ºC acima da média mundial. "Este foi o dezembro mais quente no período de 1880 a 2014", disse a NOAA.

Seca em São Paulo

No início de dezembro, a OMM (Organização Meteorológica Mundial), uma das agências da ONU, havia antecipado que 2014 seria o ano mais quente já registrado no mundo. Na ocasião, a agência citou a seca em São Paulo como exemplo dos problemas que as grandes cidades poderiam começar a sofrer diante das mudanças climáticas.

A OMM afirmou que o Brasil foi um dos países que mais sofreu com a onda de calor.No Sul do País, as temperaturas bateram recordes para o mês de outubro. Argentina, Paraguai e Bolívia também tiveram marcas inéditas, assim como a África do Sul e a Austrália.

A seca também foi registrada na China, na Austrália e no Canadá e, em Estados americanos, como Califórnia, Nevada e Texas, a quantidade de chuva foi inferior a 40% da média registrada entre 1961 e 1990.

A confirmação de que 2014 foi o mais quente desde 1891 também foi feita pela JMA (Agência Meteorológica Japonesa (JMA) e pelo Met Office (Agência Meteorológica do Reino Unido). A entidade japonesa ainda destacou que os 10 anos mais quentes da história foram registrados de 1998 em diante.

quinta-feira, 15 de janeiro de 2015

Nível de oceanos subiu 30% mais do que se pensava

Mar subiu 3 milímetros por ano nas últimas duas décadas

Do início do século 20 até a década passada, o nível dos oceanos subiu em ritmo 30% maior do que se imaginava, de acordo com um estudo realizado por pesquisadores da Universidade de Harvard (Estados Unidos).

A pesquisa, publicada na última quarta-feira, na revista Nature, confirmou as estimativas anteriores de que o mar subiu 3 milímetros por ano nas últimas duas décadas. Mas, enquanto as avaliações mais antigas apontavam para uma elevação de até 1,8 milímetro anual entre 1900 e 1990, o novo estudo indica que o nível do mar subiu apenas 1,2 milímetro por ano naquele período. Segundo os autores, isso significa que a aceleração do aumento de nível dos oceanos tem sido muito maior do que se imaginava.

– O problema é maior do que pensávamos inicialmente – disse um dos autores do estudo, Eric Morrow, do Departamento de Ciências Planetárias e da Terra de Harvard, acrescentando que “a conclusão é preocupante”.

– Isso significa que vários dos nossos modelos de previsão têm calibração inadequada. Assim, os novos dados nos farão questionar a precisão das projeções feitas para o fim do século 21.

Para obter estimativas mais precisas sobre o nível global dos oceanos desde o início do século 20, os autores avaliaram o fenômeno de uma nova perspectiva. Em simulações com métodos estatísticos, levaram em consideração dados da era do gelo – cujos efeitos ainda afetam o mar –, padrões de circulação dos oceanos, efeitos do aumento da temperatura global e o derretimento irregular dos mantos de gelo no planeta.

De acordo com Carling Hay, coautora do tes das marés - em cada área. A partir desses registros, os cientistas calculam médias de elevação do nível dos mares em cada região. Esses dados são então reunidos para se chegar a uma estimativa da média global.

– Mas essas médias simples não são representativas do valor médio global.

Fonte - Zero Hora

Crise da água é risco de maior impacto para o mundo

São Paulo – As crises de abastecimento de água aparecem no topo da lista de impactos mais temidos para o planeta nos próximos 10 anos, segundo relatório divulgado nesta quinta-feira (15) pelo Fórum Econômico Mundial.

Todos os anos, um grupo de mais de 900 executivos participam da pesquisa Global Risks, que elenca as principais preocupações em dois grupos: um sobre eventos mais prováveis de abalarem o mundo e outra sobre os ricos de maior impacto.

É a primeira vez que a “crise da água” lidera o ranking de impactos mais temidos pela elite mundial, seguida de “rápida e maciça disseminação de doenças infecciosas” e por "armas de destruição em massa”.

O risco de "conflitos entre Estados nacionais" lidera a lista de maiores ameaças à estabilidade mundial nos próximos 10 anos. Na sequência, aparecem os “eventos meteorológicos extremos” e “falha de governança nacional”.



Gorbachev diz que a Europa está nas vésperas de uma guerra nuclear

O ex-líder da União Soviética, Mikhail Gorbachev, alertou sobre o aumento de tensão na Europa em uma entrevista para a revista alemã Der Spiegel, no último final de semana. Segundo Gorbachev, a crise na Ucrânia pode levar a uma guerra de grande escala na Europa ou até mesmo uma guerra nuclear.

Gorbachev afirmou: “nós não iremos sobreviver se alguém perder a cabeça na atual tensão”. Ele ainda classificou a perda de confiana na relação entre a Rússia e o Ocidente como catastrófica e afirmou que os laços precisam ser “descongelados”.

Ele ainda acusou o Ocidente e a Otan de destruir a estrutura de segurança na Europa.
“Nenhum chefe do Kremlin pode ignorar uma coisa dessas”, analisou, acrescentando que os EUA estavam “infelizmente” começando a estabelecer um “mega-império”.

Gorbachev ainda acusou a Alemanha de intervir na crise da Ucrânia e que há “uma grande quantidade de pessoas que querem estar envolvidas em uma nova divisão da Europa”. “A Alemanha já tentou expandir sua influência de poder pelo Oriente, na Segunda Guerra Mundial. Será que ela precisa realmente de outra lição?”, afirmou.

O ex-líder soviético vem alertando por diversas vezes sobre o perigo de uma guerra nuclear: “a situação na Europa e no mundo é extremamente alarmante. O resultado dos acontecimentos que ocorreram nos últimos meses, é uma perda catastrófica de confiança em relações internacionais”, disse ele em um artigo do diário russo Rossiyska Gazeta, de 11 de dezembro.

Gorbachev ecoa os comentaŕios feitos pelo investidor bilionário George Soros, que disse na última semana que a Rússia poderia entrar em default se os preços do petróleo continuarem baixos. E ele acha que a Europa deve socorrer a Ucrânia, dizendo: “A Europa parece estar perigosamente inconsciente de ser a responsável indireta do ataque militar da Rússia. Ela trata a Ucrânia como apenas mais um país que precisa de assistência financeira, e não como aquele que é importante para a estabilidade do euro, como a Grécia ou a Irlanda.”

Via Der Spiegel

terça-feira, 13 de janeiro de 2015

Por terrorismo, premiê britânico quer proibir WhatsApp

O primeiro-ministro britânico, David Cameron, estaria analisando a possibilidade de bloquear os serviços do WhatsApp, iMessage e FaceTime, como medida antiterrorismo no país. De acordo com o site do jornal "Daily Mail", esses e outros serviços de comunicação online não podem ser controlados pelas agências de inteligência, o que facilita conversas criptografadas entre radicais islâmicos.

A medida, no entanto, iria contra aos direitos e liberdades individuais. O jornal informou também que a proibição consta na proposta de reforma das leis de espionagem eletrônica antiterrorista na Grã-Bretanha, defendida por Cameron.

O tema, porém, deverá ser discutido publicamente apenas depois das eleições de maio, pois já começou a gerar polêmica. Um dos opositores ao projeto é o vice-premiê, Nick Clegg, que considera a reforma "uma carta branca para espiões". "Temos todo o direito de invadir a privacidade de terroristas e daqueles que querem fazer algum mal, mas isso não pode significar uma invasão à privacidade de qualquer pessoa no Reino Unido", disse.

A questão veio à tona logo após os atentados terroristas em Paris, na semana passada, contra o semanário "Charlie Hebdo" e contra um mercado judaico.

Fonte - Terra

quinta-feira, 8 de janeiro de 2015

Papa e Obama: Aliança contra o Aquecimento Global

O presidente Barack Obama está cada vez mais tendo um aliado forte no Vaticano, com o Papa Francisco permanecendo praticamente ombro a ombro com o governo dos EUA na questão da desigualdade de renda e uma histórica reaproximação diplomática com a Cuba comunista, de acordo com o WND.

Neste ano, o papa parece também estar pronto para oferecer maior apoio ao presidente dos EUA sobre iniciativas de mudança climática e, segundo reportagens, ele quer ser uma voz de liderança numa cúpula de aquecimento global da ONU em 2015, onde Obama fará sua talvez maior tentativa até hoje em prol de uma ação dramática contra o aquecimento global — uma luta tradicionalmente adotada pela Esquerda.

Dennis Prage, colunista do WND, disse:

“Nos meses recentes, o papa tem defendido um novo sistema econômico radical para evitar a desigualdade humana e a devastação ecológica. Em outubro, ele disse numa reunião… ‘Um sistema econômico centrado no deus do dinheiro precisa saquear a natureza para sustentar o ritmo frenético de consumo que lhe é inerente.

“‘O sistema continua imutável, já que o que domina é a dinâmica de uma economia e finanças que não têm ética. Não é mais o homem que manda, mas o dinheiro O dinheiro dá as ordens.

“‘A monopolização das terras, o desflorestamento, a apropriação da água, agrotóxicos inadequados são alguns dos males que arrancam o homem da terra de seu nascimento. A mudança climática, a perda da biodiversidade e o desflorestamento já estão mostrando seus efeitos devastadores nos grandes cataclismos que testemunhamos,” disse ele.

Isso é linguagem esquerdista, até mesmo esquerdista radical.

Como é que dá para explicar isso?

Os leitores brasileiros que desejam entender as questões ideológicas do aquecimento global deveriam ler o artigo “’Noé’ — a Bíblia encontra o ambientalista” com seus respectivos links informativos no final.

Os conservadores, que têm tido o apoio do Vaticano na sua luta contra a agenda do aborto e homossexualismo na ONU, especialmente contra um governo americano radicalmente pró-aborto sob Bill Clinton na década de 1990, estão perplexos com as mudanças dramáticas.

O que aconteceu com a aliança conservadora entre o evangélico Ronald Reagan e o Papa João Paulo II na década de 1980?

Os progressistas e liberais na Igreja Católica, principalmente Leonardo Boff (da Teologia da Libertação), esperam com fervor que o papa promova seus interesses. Até o momento, ele não os desapontou.

O WND disse: “Recentemente o papa avaliou reivindicações de inclusividade ao refletir se a Igreja Católica está ‘em condições de aceitar e valorizar’ a orientação sexual, sem comprometer a doutrina católica sobre a família. Já que é evidentemente óbvio que essa doutrina teria de ser esticada para uma ‘tolerância infinita’ para realizar isso, muitos estão ponderando as palavras de Francisco. O afastamento da tradição é tão claro que artistas abertamente homossexuais como Elton John estão louvando a tolerância e compaixão do pontífice.”

O artigo do WND tem o título de “Super-Papa se torna herói da homossexualidade.”

É de admirar que em 2013 o Papa Francisco foi escolhido como a “Personalidade do Ano” pela The Advocate, a maior revista homossexual do mundo?

Como é que dá para explicar isso?

Mesmo assim, Francisco não é o homem mais admirado nos Estados Unidos. De acordo com uma pesquisa de opinião pública Gallup divulgada pelo WND, Obama tem sido escolhido como o homem mais admirado nos EUA nos últimos sete anos.

Se o papa quiser o primeiro lugar, terá de ser muito mais marxista do que Obama tem sido.


Nota DDP: Os dois atores secundários do Apocalipse vão se aproximando em temas que se multiplicam e a profecia se demonstra cada vez mais próxima de seu final cumprimento.

quarta-feira, 7 de janeiro de 2015

Cientistas afirmam que a alma pode abandonar o corpo e observá-lo

A alma das pessoas que passam por um estado de morte clínica abandona o corpo físico e pode observar nitidamente o que acontece em seu entorno, segundo o estudo de uma equipe de pesquisadores holandeses. Os médicos reuniram mais de 70 casos de pessoas que conseguiram relatar suas experiências durante o lapso em que estiveram clinicamente mortas e estabeleceram que a consciência pode viver além do cérebro, embora o mundo que percebemos seja acessível apenas através dos sentidos.

Entre outros, o estudo cita o caso de um paciente clinicamente morto por 20 minutos, após uma cirurgia cardíaca de alto risco e que, inesperadamente, voltou à vida. Mais incrível ainda que sua ressurreição foi o relato preciso que ele fez sobre as cenas que rodearam sua morte transitória. Segundo os autores do estudo, o paciente descreveu uma luz brilhante no fim do túnel e como saiu de seu corpo. E, além disso, viu os médicos conversando e indicou o lugar e o modo exato de como estavam parados. Ele também descreveu com exatidão as anotações médicas que a enfermeira escrevia no computador.

A conclusão dos médicos é categórica: o paciente esteve de fato consciente e fora de seu corpo durante o estado de morte clínica. Do contrário, explicam, não poderia ter descrito as cenas ocorridas na sala de operações com tamanha precisão.

Fonte - History

'Mediante os dois grandes erros — a imortalidade da alma e a santidade do domingo — Satanás há de enredar o povo em suas malhas. Enquanto o primeiro lança o fundamento do espiritismo, o último cria um laço de simpatia com Roma.' — O Grande Conflito, 588. – {EF 157.2}

O efeito Francisco entre as religiões

Ortodoxos, judeus e muçulmanos estão sensibilizados pelos apelos do Papa em prol da paz e do desenvolvimento

Três indícios provam, mas muito mais do que três confirmam que os apelos do Papa Francisco em prol da paz, do diálogo entre religiões e do progresso dos povos, estão exercendo alguma influência entre os representantes de outros grupos religiosos, em particular entre ortodoxos, judeus e muçulmanos.

Basta pensar no apoio que o primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, demonstrou aos cristãos do Oriente Médio, aliás, inspirado nas palavras do Papa. Em uma mensagem de vídeo, o primeiro-ministro israelense desejou Feliz Natal "aos cristãos de Israel e de todo o mundo", lembrando "a herança e os valores comuns" que unem judeus e cristãos e que se opõem ao "extremismo" e ao “ódio" que eles "nunca aceitarão". Ele convidou a apoiar os cristãos "menos afortunados" no Oriente Médio que "estão passando por um momento difícil", marcado por "violência, perseguição e medo."

Na mesma linha, o presidente israelense Reuven Rivlin se reuniu com os líderes religiosos das comunidades cristãs que vivem em solo israelense para denunciar a perseguição e pedir aos cristãos muçulmanos e judeus para trabalhar em conjunto pela paz e pelo desenvolvimento. Rivlin recordou que "por causa da fé, milhares de pessoas são exiladas, convertidas a força, atacadas e brutalmente assassinadas" e demonstrou a esperança de que "nós cristãos, muçulmanos e judeus, filhos de Abraão, juntamente com todos os que professam diferentes credos, possamos ver o cumprimento da visão do profeta Isaías, onde uma nação não levantará a espada contra outra nação e não haverá mais guerra". "Que 2015 possa ser um ano de amizade e cooperação. Que seja um ano de compreensão e respeito mútuo", foi o augúrio final de Rivlin.

Em socorro dos cristãos perseguidos no Iraque o Irã também se pronunciou. O parlamentar cristão Yonatan Betkolia, representante das comunidades assírias e caldeias no parlamento da República Islâmica do Irã, confirmou que vários caminhões com placa iraniana, carregados com ajuda humanitária, foram parados na fronteira entre o Irã e o Iraque, à espera de obter a autorização de entrada para chegar às comunidades cristãs que são vítimas da limpeza étnico-religiosa dos jihadistas do Estado islâmico.

Antes do Natal, o arcebispo Maroun Lahham, vigário patriarcal para a Jordânia do Patriarcado Latino de Jerusalém, disse à agência Fides que recebeu o embaixador iraniano na Jordânia Mojtaba Ferdowsjpour, que felicitou os cristãos por ocasião do Natal e reiterou o compromisso da República islâmica do Irã em ajudar os cristãos em dificuldade no vizinho Iraque.

"O Irã assumiu um papel crucial no Oriente Médio -disse o Arcebispo Lahham-. Está em contato com a Santa Sé, com o qual compartilha diálogos muito importantes. Esperamos que a contribuição do Irã tenha um efeito positivo na busca de soluções para as crises que afetam o povo do Iraque e da Síria".

Um apelo para erradicar o fanatismo substituindo-o por uma "visão mais iluminada do mundo" foi lançado pelo então presidente egípcio Abdel Fattah al-Sisi, durante seu discurso na abertura do ano acadêmico na Universidade Al-Azhar, grande centro teológico do islamismo sunita.

Dirigindo-se aos estudiosos e líderes religiosos da Universidade Al-Azhar, o chefe de Estado egípcio salientou que o mundo islâmico não pode mais ser visto como "uma fonte de ansiedade, perigo, morte e destruição" para o resto da humanidade. Por isso, os líderes religiosos devem se comprometer a rejeitar o "pensamento errado" que está levando toda a comunidade islâmica "a antagonizar o mundo inteiro".

Apesar da propaganda do horror espalhada por extremistas, começam a surgir resistências e rebeliões dentro do chamado Califado. O The New York Times relatou a história de Usaid Barbo, sírio, quatorze anos, destinado a explodir em uma mesquita xiita de Bagdá e que, em vez disso, se entregou a polícia iraquiana, dizendo: "Eu não quero me explodir". Recrutado em uma mesquita de Manjbi, perto de Aleppo, o jovem teria se oferecido como homem-bomba para ter a chance de fugir da ditadura do califado.

Como esquecer a heroica resistência das 150 mulheres, algumas delas grávidas, que se recusaram a casar com fundamentalistas. Os terroristas do Califado mataram todas as mulheres que se opunham a casar com eles. De acordo com informações fornecidas pelo Ministério de Direitos Humanos de Bagdá, a maioria das mulheres massacradas era Iazidi.

Poucos dias depois da visita apostólica do Papa Francisco ao Sri Lanka e as Filipinas, o chefe do Conselho filipino dos Imames, Ebra Moxsir M. al-Haj, em um programa de TV, exortou os muçulmanos a seguir o conselho de paz do Papa, expressando total apoio ao pontificado de Francisco, especialmente pelos esforços em prol da paz e do diálogo inter-religioso.

"Os apelos do Papa Francisco pela paz e pelo bem da humanidade devem ser ouvidos e apoiados por todos os seres humanos, independentemente da religião ou crença", disse ele, acrescentando: "Se quisermos derrotar o terrorismo, eu convido meus irmãos e muçulmanos a ouvir e compreender as palavras do Papa".

Fonte - Zenit

terça-feira, 6 de janeiro de 2015

ONU diz que mundo está perdendo capacidade para prevenir conflitos

O mundo está perdendo capacidades para prevenir conflitos e a ausência de uma liderança efetiva provoca os maiores deslocamentos de pessoas desde a II Guerra Mundial, indicou nesta terça-feira o responsável dos refugiados da ONU.

Antonio Guterres, Alto Comissário das Nações Unidas para os Refugiados, afirmou em Ancara que as crises no Iraque e na Síria provocaram grandes deslocamentos, e que o mundo carece de liderança para enfrentar a situação.

"A megacrise que atinge a Síria e o Iraque, assim como outras novas crises intermináveis, criaram o problema mais grave de deslocamento de populações desde a Segunda Guerra Mundial", afirmou Guterres, na reunião anual de embaixadores turcos em Ancara.

Mais de 13 milhões de pessoas foram deslocadas pelos conflitos na Síria e no Iraque.

Além disso, a crise se agravou no Sudão do Sul e se estende ao vizinho Chade, enquanto a situação se degrada na Líbia, que se soma à sofrida há meses na Ucrânia, lembrou o funcionário.

"Vivemos em um mundo onde a imprevisibilidade e a impunidade se converteram em regra. Um mundo onde não há mais direção eficaz, um mundo onde os conflitos se multiplicam (...), o que tem consequências dramáticas em termos humanos", denunciou Guterres, que em junho anunciou que o número de refugiados no planeta havia superado os 50 milhões pela primeira vez desde 1945.

Fonte - Yahoo

20 cristãos egípcios são sequestrados por jihadistas na Líbia

O grupo terrorista Ansar al-Sharia já tomou duas cidades, sendo a capital Trípoli e Benghazi que é a segunda maior cidade do país

Os ataques dos jihadistas contra minorias religiosas passou a ser praticado na Líbia, nos últimos dias 20 cristãos egípcios foram sequestrados pelos extremistas muçulmanos que tentam controlar o país.

Os egípcios trabalham na Líbia em setores como construção e artesanato, há muito tempo eles são alvos de preconceito e são vítimas constantes de assassinatos. Mas com a presença dos jihadistas em Trípoli, capital e também na segunda maior cidade do país, Benghazi, a violência contra coptas se intensificou.

O governo responsabiliza o grupo Ansar al-Sharia pelos sequestros, o grupo foi catalogado no mês passado como terrorista pelo Conselho de Segurança da ONU e tem ligações com Al-Qaeda.

Para tentar controlar o ataque dos jihadistas, o Exército tem tentado guerrear contra eles, perdendo muitos combatentes. No último dia 3 de janeiro 15 soldados foram mortos durante um ataque em Soknah, a 180 km da capital.

A ONU tenta negociar com os terroristas pedindo um cessar-fogo, a retirada das milícias da Líbia e o desarmamento de ambas as partes. O governo não quer participar das negociações se o congresso não reconhecido com sede em Trípoli comparecer nas reuniões.

Fonte - Gospel Prime
Related Posts with Thumbnails